Livro Alguém Come Centopeias Gigantes?

R$49,90

Alguém come centopeias gigantes? é muito mais do que um título estranho, algo enigmático: é um registro fundamental sobre pessoas, ideias e movimentos que influenciaram muitos descontentes ao redor do mundo e, de modo surpreendente, também respingaram na cultura de massas. Uma antologia selecionada por Fabio Massari das entrevistas do escritor norte-americano V. Vale. Nomes como Jello Biafra, Devo, The Clash, Patti Smith, Cramps, Timothy Leary, John Waters, Henry Rollins, Lydia Lunch, Lawrence Ferlinghetti, Diane di Prima, William Burroughs, entre outros.

Apenas 2 em estoque

Calcular Frete CFPP
Forma de Envio Custo Estimado Entrega Estimada
Adicionar a Lista de Desejos Produto Adicionado!

Descrição

Titulo: Alguém come centopeias gigantes?
Substitulo: Seleção de entrevistas do zine Search & Destroy e da RE/Search Publications
Ano: 2015
Idioma: Português
Páginas: 304
Fotos: Sim
Tamanho: 16cm x 23cm
Acabamento: Brochura
Autor: V. Vale (org: Fabio Massari)
Tradutor: Alexandre Matias
Editora: Edições Ideal
Tema principal: Entrevistas
Tema secundário: Contracultura

Diretamente das páginas (sagradas) do Search & Destroy temos as entrevistas com Devo, The Clash e Patti Smith, realizadas no auge do movimento punk, em 1977 e 1978. A entrevista com Jello Biafra – falando sobre a história do punk rock – foi publicada originalmente como uma introdução ao primeiro volume de relançamento fac-similar Search & Destroy #1-6: The Complete Reprint, em 1996. Lux Interior e Poison Ivy (The Cramps) aparecem em bate-papo longo e inspirador, revelando detalhes sobre a lendária coleção de discos do casal. Completando a escalação musical do livro, o onipresente Henry Rollins, a multifacetada Lydia Lunch e a música industrial do Throbbing Gristle.

Tem também o cinema exótico de John Waters (diretor do clássico Pink Flamingos) e as experiências lisérgicas de Timothy Leary, o papa do LSD. Paul Krassner exemplifica a relação entre comédia e trotes. Os escritores pedem passagem, nas entrevistas com J.G. Ballard (autor de O império do Sol, adaptado para o cinema por Steven Spielberg), com o poeta Lawrence Ferlinghetti (cofundador da livraria City Lights, de São Francisco) e ainda Diane di Prima (poeta e escritora, autora de mais de 30 livros). Fechando os trabalhos, ninguém menos do que William S. Burroughs, uma das figuras centrais da Geração Beat. A entrevista com o autor de Junky foi realizada em abril de 1997, poucos meses antes de sua morte.

A história do punk e da contracultura passa pelas páginas desse livro. Não tenha medo: aventure-se.

Avaliações

Não há avaliações ainda.

Seja o primeiro a avaliar “Livro Alguém Come Centopeias Gigantes?”

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *